collapse

Autor Tópico: Documentario "Um Mar de Lixo"  (Lida 293 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline PMiranda

  • Corvina
  • ****
  • Mensagens: 354
  • Agradecido: 171 vezes
    • Margem Sul - Setubal
  • No Pesqueiro desde:
  • 12:07 Quarta, 30 de Agosto de 2017
Documentario "Um Mar de Lixo"
« em: 09:28 Quinta, 23 de Abril de 2020 »
Não está autorizado a ver ligações. Registe-se ou Entre
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Nelsonrico

Online carlosfishcarlos

  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 5767
  • Agradecido: 1235 vezes
    • Povoa de santa iria
  • No Pesqueiro desde:
  • 17:20 Segunda, 30 de Outubro de 2017
Re: Documentario "Um Mar de Lixo"
« Responder #1 em: 09:40 Quinta, 23 de Abril de 2020 »
É vergonhoso o que o bicho homem no seu geral faz ao planeta.
Excelente exemplo destes companheiros, vamos tentar ajudar pescadores, não deixemos lixo nos pesqueiros.
Não lhe dês peixe, ensina-o a pescar.
 

Offline Nelsonrico

  • Robalo
  • ***
  • Mensagens: 171
  • Agradecido: 88 vezes
    • Évora
  • No Pesqueiro desde:
  • 18:01 Domingo, 16 de Setembro de 2018
Re: Documentario "Um Mar de Lixo"
« Responder #2 em: 14:18 Quinta, 23 de Abril de 2020 »
Obrigado PMiranda,
muito bom, em grupos organizados ou individualmente, cada um de nós pode e  deve fazer o seu trabalho. Por exemplo, cada vez que vamos à pesca, não custa nada levar saco de lixo vazio e no final da pescaria trazer cheio com o que está  "sempre" por ali à nossa volta, infelizmente.
Há mar e mar, há ir (para Évora) e voltar...

Cumprimentos,
Nelson Riço
 

Offline Ernesto Lima

  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 1795
  • Agradecido: 968 vezes
    • Setúbal
    • A Minha Pesca
  • No Pesqueiro desde:
  • 14:46 Quinta, 13 de Fevereiro de 2014
Re: Documentario "Um Mar de Lixo"
« Responder #3 em: 17:00 Quinta, 23 de Abril de 2020 »
Boa tarde PMiranda.

Já conhecia o video (muito elucidativo) e de facto não me parece sustentável que a coisa assim continue.

A redução da utilização de plástico, ou outros materiais, e a capacidade de reutilização do que se usa, serão certamente uma prioridade, não tendo eu soluções objectivas para tal.

Enquanto todos os países do mundo não aderirem a resoluções e medidas relacionadas com o que acima referi, o que podemos é, como já aqui se referiu, individualmente ou em grupos, termos por conceito que nada pode ser atirado para o chão, ou para o mar, e nada do que lá virmos pode ficar. Parece um pouco extremo, mas podemos fazê-lo na grande maioria dos casos.

Atitudes deste tipo têm de ser treinadas desde a infância, ou mais tarde, como se de lavar os dentes se tratasse, antes e depois das refeições, ao deitar e ao levantar. Não tem outra hipótese. Muitos de nós já têm estes hábitos ou já forneceram treino neste sentido; outros, como sabemos..., nem uma coisa nem outra. Alguns até o fazem com um desprezo completo, quer pelo ambiente, quer por quem terá de limpar o que deixaram, uns por ignorância, outros porque sim.

Relacionada com o acima descrito, e com alguma saudade de outros tempos, vou contar uma história verídica, daquelas que não mais nos esquecemos.

A minha profissão sempre foi Prof. de Educação Física e, entre 1985 e 2003, leccionei na Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) de Setúbal. Portanto, com jovens adultos portadores de incapacidades diversas. Tínhamos muita actividade de ar livre e desportiva e muitas saídas para fora, inclusivamente um acampamento anual que decorreu durante vários anos em locais diversos.

Por volta do ano de 1997, se não me engano, o dito acampamento realizou-se no Parque de Campismo da Galé, entre a Praia do Carvalhal e a Praia da Aberta Nova, antes de Melides.
Quem conhece o local, sabe que o acesso à praia é bastante íngreme, pelo que íamos todos a pé quando descíamos, mas, na volta, utilizávamos o tractor e respectivos assentos atrelados que o parque tinha como vaivém, para subir.
Num dos dias em que aguardávamos a chegada do tractor, no outro lado do caminho estava um casal, com 2 filhos pequenos, ao lado dum contentor de lixo onde tinham encostado o guarda sol, sendo que, o supostamente pai, após terminar de comer um yogurte, atirou a embalagem para o chão, caindo esta não a mais que 50cm do referido contentor de lixo. Foi aquele momento em que toda a gente reparou, tudo ficou meio aparvalhado com a acção, incluindo eu, até que, sem mais delongas, um dos alunos que estava comigo, visivelmente incomodado, comenta baixinho: "ganda porco"! Entretanto, quase em simultâneo, sai disparado direito ao fulano, e, sem lhe dirigir palavra ou sequer o fitar, apanhou a embalagem, afastou calmamente o guarda sol que impedia a abertura da tampa, colocou a embalagem lá dentro, fechou a tampa, tornou a encostar o guarda sol e voltou para onde estava ao som de palmas e risadas francas de toda a gente que se apercebeu da situação, incluindo eu e alguns dos os amigos dele, aqueles que se tinham apercebido.

O fulano do yogurte pareceu inicialmente que ia ser agressivo, mas, face à reacção geral, acabou por ficar meio aparvalhado, pegou nos filhos e na mulher e voltou à praia, sem sequer tentar ir no tractor em simultâneo connosco, talvez para escapar aos diversos comentários jocosos que decorreram durante a viagem de volta. Estes comentários, considerando os pormenores da situação, deixo à Vossa imaginação.

Concluindo..., a educação é feita de acções, conteúdos, argumentos, conceitos, vivências, relações..., mais ou menos regradas. Há quem os saiba passar melhor ou não tão bem, há quem queira ouvir, analisar e perceber, ou nem por isso. Em última análise dependerá sempre e unicamente de nós. Melhor que comece o mais cedo possível, talvez tendo algumas vezes por base, aquele ditado português que, em sentido figurado, diz: "o pão na mão e o pau na outra".

Cumprimentos

Ernesto



« Última modificação: 17:02 Quinta, 23 de Abril de 2020 por Ernesto Lima »
Quanto mais pesco... mais sinto necessidade de aprender sobre a pesca.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: PMiranda

 

* Tópicos Recentes

Infelizmente aconteceu de novo... por Nelson Peres [Hoje às 19:10]

Possível alternativa ao epoxi por duas [Hoje às 16:19]

Dispositivo artesanal para encher carretos por ffgsoares [Hoje às 14:44]

Licença de pesca espanhola por luisfgpinto [15:09 Terça, 06 de Dezembro de 2022]

Carretos Caperlan Ilicium-500 e wxm-500 no tamanho 4000 por ruipereira [11:29 Terça, 06 de Dezembro de 2022]

Compra de cana para praia por João Azevedo [22:56 Segunda, 05 de Dezembro de 2022]

Pesqueiros com acessibilidade para mobilidade reduzida. por ze carlos [21:29 Segunda, 05 de Dezembro de 2022]

Opiniões sobre escola de pesca embarcada para iniciantes por Paulo Fachadas [21:07 Domingo, 04 de Dezembro de 2022]

Restauro de canelao americano de 4 mt. por ffgsoares [14:53 Domingo, 04 de Dezembro de 2022]

Saída para pesca embarcada por Paulo Fachadas [14:14 Domingo, 04 de Dezembro de 2022]