collapse

Autor Tópico: Outros tempos... E a actualidade.  (Lida 908 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Victor Teixeira

  • Corvina
  • ****
  • Mensagens: 311
  • Agradecido: 36 vezes
    • Valbom-Gondomar
  • No Pesqueiro desde:
  • 12:25 Quarta, 18 de Março de 2015
Outros tempos... E a actualidade.
« em: 11:44 Sábado, 03 de Novembro de 2018 »
Bom dia.
Deu me para de uma forma sucinta falar sobre toda esta cronológica evolução relacionada com a pesca.

Foi o meu saudoso Pai, que me incutiu o gosto pela pesca desde miúdo, a dar nós, que anzol usar, linha .. Vivendo perto do rio Douro, e tendo ele vários amigos pescadores, lá íamos de manhã bem cedo no barco emprestado a remar,  com o nevoeiro a cobrir tudo à nossa volta, eu... Limitava me a ir sentado a observar o momento ansioso que a âncora fosse lançada.
O material do meu pai... Canas feitas por ele por partes, com as chamadas canas da Índia... Ainda me lembro da marca dos carretos, Shakespeare. Chumbadas também feitas por ele, linhas de nylon que lhe davam os pescadores, acho que só comprava os anzóis. .
O meu material... Sim, era isso. Um pedaço de cortiça com linha enrolada, o chumbo e o anzol. Pescar a prumo! Querem saber? Pequenito, pescava tanto ou mais que ele a puxar os robalos para cima à mão! Era uma alegria! Só mais tarde tive como presente uma canita de fibra adequada ao meu tamanho... Felicidade estampada naquele dia!
Os iscos... A tradicional bicha que na maré vazia me entretia a escavar, e a pulga a revolver a areia. Já não se vê como antigamente, acho que até se "extinguiu"
. No meio disto tudo, encontrava anzóis, chumbadas nas rochas que guardava como se fossem tesouros, para depois usar.
Grande parte das vezes era o dia inteiro a pescar, com almoço no barco. Nesse tempo já me incutia a regra de que peixe fora da medida era devolvido  a respeitar e agradecer o que pescavamos. Acreditem, nada como hoje, muito raramente havia grades, desde barco ou apeada. Traziamos muito pescado, maioria eram os robalos e algumas tainhas de pinta amarela, que dizia serem as boas para comer, nem sei se ainda existem. Dava para nós e para a vizinhança, que ele fazia questão de dar, distribuir... La ia eu todo contente ;. Fui eu que pesquei!
Que belas caldeiradas ele fazia... Parece que ainda sinto o cheiro e paladar... Saudade.

Meus amigos, hoje discutimos como é natural, dada tanta oferta no mercado de materiais, utensílios, canas, carretos.. Etc, etcs. Qual o melhor, o pior, valores, marcas, tamanhos, iscos...
Pergunto me... Será que, com apenas nylon enrolado numa cortiça, canas feitas à mão, como as do meu Pai, actualmente, não teríamos resultados que pretendíamos? OK.. Já sei que um carro de 1910 não é o mesmo que um de 2018. Eram outros tempos, certo. Concordo. Para terminar, se conseguiam com o que tinham, penso que nós também.
Mas a evolução é assim mesmo, apaga o passado mas jamais as boas memórias.
Desculpem tanta leitura.

Cumprimentos a todos.



« Última modificação: 11:50 Sábado, 03 de Novembro de 2018 por Victorppt »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Costa, Nelson Peres, Ernesto Lima, Ricardo Nunes, MárioRosa

Offline Nelson Peres

  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 19661
  • Agradecido: 1029 vezes
    • Parchal - Algarve
  • No Pesqueiro desde:
  • 09:55 Terça, 24 de Dezembro de 2013
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #1 em: 14:08 Sábado, 03 de Novembro de 2018 »
Adorei ler   :sim: =D> :fixe:

A pesca que eu fazia antigamente sofreu uma evolução, mais nos material a usar. Hoje há de tudo, tudo é pensado ao pormenor e a oferta não acaba, o poder do dinheiro é assim. Uma coisa parece-me evidente, antigamente havia muito mais peixe e apanhava-se de toda a maneira. Nos dias de hoje, o meu pai ainda faz determinados tipos de pesca com a linha na mão com o mesmo sucesso ou insucesso que qualquer tipo de material de topo faz. Naturalmente prefiro os dias de hoje, mas tal como tu, olho para trás com respeito, orgulho e muita nostalgia.
Nelson Peres
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira, aaalmartins

Offline Zé João

  • Boga
  • *
  • Mensagens: 13
  • Agradecido: 2 vezes
    • Barreiro
  • No Pesqueiro desde:
  • 23:38 Quinta, 13 de Setembro de 2018
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #2 em: 14:29 Sábado, 03 de Novembro de 2018 »
A minha primeira cana, foi feita por mim. Fui roubar uma cana da índia e construía toda, o carreto foi comprado, um Sofi.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline Rui P. Dias

  • Boga
  • *
  • Mensagens: 26
  • Agradecido: 5 vezes
    • Odivelas
  • No Pesqueiro desde:
  • 13:36 Domingo, 19 de Agosto de 2018
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #3 em: 15:11 Sábado, 03 de Novembro de 2018 »
Felizmente as memórias ficam! Espero que um dia também o meu filho tenha tão boas memórias sobre a pesca como eu tenho dos meus primeiros lançamentos!

As minhas primeiras pescarias faziam se com cana da Índia e sem carreto. Pescava-se a sentir. Era cana, linha, anzol e duas ou três chumbadas de corte pequenas e estava feito!
E às vezes eram noites inteiras a tirar carapaus! E tardes inteiras a fazer petiscos ao fogareiro!

Quanto as tainhas garrentas (as tais com a pinta amarela) ainda existem...são raras pelas minhas bandas mas há um mês atrás tirei uma na fonte da telha. O meu puto que tem 4 anos estava comigo e foi ele que enrolou a linha nos últimos metros de água. Ficou tão eufórico que chegou a casa e me obrigou a grelha-lá naquele dia. Marchou toda! Desde aí quer ir comigo a pesca sempre que vou...mas ainda não tem idade para tal... espero que mantenha o bichinho para continuar a ir comigo quando eu já não tiver força para carregar o material :D

Parabéns pela rua bonita história!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline PedroMrDias

  • Assessor do Pesqueiro
  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 10145
  • Agradecido: 681 vezes
    • Póvoa de Santa Iria
  • No Pesqueiro desde:
  • 14:11 Quarta, 11 de Novembro de 2015
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #4 em: 11:28 Domingo, 04 de Novembro de 2018 »
Victor, obrigado por esta partilha.
Gostei de ler, o texto é nostálgico e mostra a saudade que tens dessa altura.
Os materiais e as técnicas mudaram, mas essas memórias permanecem.
Eu até já quase apanhei um peixe!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline antoniopereira

  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 6469
  • Agradecido: 671 vezes
  • O mar é vida! Conserva-o limpo
    • olivais -lisboa
  • No Pesqueiro desde:
  • 15:16 Sexta, 08 de Setembro de 2017
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #5 em: 09:03 Segunda, 05 de Novembro de 2018 »
Boas . Quando casei há  39 anos quando ia passar  a Páscoa há terra dos meus sogros lembro-me de ir ás enguias . Ía a há minhoca de estrume arranjava uma agulha , enfiava uma a uma  numa linha  aí com 1 metro, arranjava uma cana dessas dos canaviais enrolhava-mos esse fio na cana  e íamos  a  elas . Chamava-se a esta pesca ir há sartela. Hoje não se pesca assim, é tudo com caninhas . Belos tempos. Era mais divertido na altura
 

Offline De La Hoya

  • Gestor do Pesqueiro
  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 17208
  • Agradecido: 709 vezes
  • Nuno Pontes
    • Valbom-Gondomar
  • No Pesqueiro desde:
  • 11:21 Segunda, 06 de Janeiro de 2014
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #6 em: 14:17 Segunda, 05 de Novembro de 2018 »
Vitor, e que saudades desses tempos e da minha primeira cana da india, que o meu falecido tio me deu, as coisas tinham outro cheiro e outro sabor ;) gostei mt de ler amigo :aplau: :aplau:
“Deus ao mar o perigo e o abismo deu,mas nele é que espelhou o céu” - (Fernando Pessoa)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline Ernesto Lima

  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 1540
  • Agradecido: 715 vezes
    • Setúbal
    • A Minha Pesca
  • No Pesqueiro desde:
  • 14:46 Quinta, 13 de Fevereiro de 2014
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #7 em: 14:25 Segunda, 05 de Novembro de 2018 »
Bom dia Victorppt

Muito bom texto. Era assim que acontecia..., dessa forma por aí e de outras formas, com os mesmos conceitos, em outros lugares do país.
O material era o que havia e usava-se até à exaustão, recuperando-se quando algo se partia, ou, até se perder.

As facilidades actuais ajudam, mas, em muitos casos, não fazem melhores pescadores.

Quanto a gastos com materiais..., é a loucura!

Muitas vezes se troca, ou se coloca de lado, sem sequer experimentar seriamente, ou tentar adaptar-se ao que já se tem.

Penso que o equilíbrio estará algures no meio de todos estes conceitos..., os que estão contidos na sua história e os actuais.

Por tal, obrigado pela história.

Cumprimentos

Ernesto
Quanto mais pesco... mais sinto necessidade de aprender sobre a pesca.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline 007kil

  • Robalo
  • ***
  • Mensagens: 146
  • Agradecido: 6 vezes
    • Amarante
  • No Pesqueiro desde:
  • 12:32 Terça, 24 de Dezembro de 2013
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #8 em: 15:27 Segunda, 05 de Novembro de 2018 »
Boas.
Obrigado por essas recordações que me trazem também à minha memória esses tempos de há 30 anos atrás quando comecei a pescar no rio Douro. Usava uma cana direta de 6 metros com boiao ou boia fixa e apanhava o camarão ai no rio com uns sacos feitos com restos de calças de ganga que eram esfregados com sardinha colocar na agua e passado uns minutos vinha carregado de camarão que era colocado num recipiente com serrim  e assim se aguentava toda a noite. Agora penso que nem camarão existe no rio. Também ainda cheguei a pescar com pulga que iamos apanhar para os lados de Leça de noite. Qualquer dos iscos dava resultado.
Dificilmente era o dia em que era grade, agora dificilmente é o dia em que não é grade  ;D ;D ;D., por isso acho que a tecnologia não veio ajudar muito os pescadores, mas sim as casas de pesca.
"A pesca é o meu anti-stress"
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline De La Hoya

  • Gestor do Pesqueiro
  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 17208
  • Agradecido: 709 vezes
  • Nuno Pontes
    • Valbom-Gondomar
  • No Pesqueiro desde:
  • 11:21 Segunda, 06 de Janeiro de 2014
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #9 em: 11:55 Terça, 06 de Novembro de 2018 »
Não está autorizado a ver ligações. Registe-se ou Entre
Boas.
Obrigado por essas recordações que me trazem também à minha memória esses tempos de há 30 anos atrás quando comecei a pescar no rio Douro. Usava uma cana direta de 6 metros com boiao ou boia fixa e apanhava o camarão ai no rio com uns sacos feitos com restos de calças de ganga que eram esfregados com sardinha colocar na agua e passado uns minutos vinha carregado de camarão que era colocado num recipiente com serrim  e assim se aguentava toda a noite. Agora penso que nem camarão existe no rio. Também ainda cheguei a pescar com pulga que iamos apanhar para os lados de Leça de noite. Qualquer dos iscos dava resultado.
Dificilmente era o dia em que era grade, agora dificilmente é o dia em que não é grade  ;D ;D ;D., por isso acho que a tecnologia não veio ajudar muito os pescadores, mas sim as casas de pesca.


Fernando, ainda há camarão, mas não cm havia, e de salientar que o serrim tinha de ser de pinho :)
“Deus ao mar o perigo e o abismo deu,mas nele é que espelhou o céu” - (Fernando Pessoa)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline Victor Teixeira

  • Corvina
  • ****
  • Mensagens: 311
  • Agradecido: 36 vezes
    • Valbom-Gondomar
  • No Pesqueiro desde:
  • 12:25 Quarta, 18 de Março de 2015
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #10 em: 13:20 Terça, 06 de Novembro de 2018 »
Obrigado malta pela vossa colaboração e textos.
De facto, quem teve experiências desde miúdo com este "vício", guarda sempre memórias, e muito mais se teria a contar, é sempre bom ler relatos desses tempos... Uma nostalgia saudável.

Cumprimentos.
 

Offline Joaol

  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 698
  • Agradecido: 142 vezes
    • Fátima
  • No Pesqueiro desde:
  • 23:51 Quinta, 15 de Setembro de 2016
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #11 em: 12:06 Quarta, 07 de Novembro de 2018 »
Bem eu não sou de tempos tão antigos, nem filho de pescadores ou familiar tão pouco, mas quem me introduziu o bichinho da pesca foi também o meu pai.
Comecei a fazer umas pescas com ele no rio, mas coisas muito esporádicas, a primeira vez que fui com ele não devia ter mais de 6 anitos à 18 anos mais coisa menos coisa, mas lembro-me como se fosse hoje, e lembro-me perfeitamente que fiquei muito entusiasmado sem tão pouco ter ido ainda, foram dias a pensar naquilo, mais tarde comecei a ir mais vezes com um tio que era mais aficionado que o meu pai, e ainda hoje é, o meu pai já não tem paciência para aquilo. Pescava com canas de fibra nem tão pouca sabia o que era outra coisa, no rio com a típica mola com engodo e uns asticot, tantas enguias se apanhavam. Mais tarde comecei a fazer umas pescas no mar por vezes de noite até e aos 12 anos fiz a primeira e única embarcada, não dormi uma hora sequer tal era a ansiedade. O material e os conhecimentos são outros, as coisas também assim o obrigam, a abundância não é de todo a mesma, no Açores por exemplo continuam a ser apanhados sargos num porto de abrigo qualquer com aguas quase a espelhar com um 0.40mm, e sargos grandes, mas não é o material que me trouxe as maiores mudanças.

Ao contrário de muitos não guardo boas recordações, quando comecei a ficar mais maduro e passar a ver o relato de pescadores na net completamente desconhecidos percebi o quão errado tudo o que me foi passado estava. Lembro-me perfeitamente do tempo em que se pescava dentro dos portos de abrigo/marinas, e de ver montes de gente com caixas de esferovite cheias de agua com dezenas de sarguinhos pouco maiores que moedas de 2€, lembro-me de arcas cheias de sargos do tamanho de notas de 10€, lembro-me de carradas de lixo deixadas em todo o lado e tanto mais coisas....
Passei por uma geração que não respeitava nada, e o peixe era tão mais abundante, qualquer 0.35 num pontão qualquer e mar de meio metro e uma boia de 30 ou 40gr dava sargos. Deixa-me triste muito daquilo que vi, felizmente que também muito cedo me desprendi de maus hábitos e costumes e hoje repugno tanta mas tanta coisa, mas também fico muito feliz de ver que as coisas estão a mudar, e que em gerações futuras possa vir a ser muito melhor, não querendo desrespeitar ninguém mas muitas vezes os mais velhos e com maus costumes são os piores e não vão mudar nunca.

Fico grato por todos os bons relatos e boas condutas que li no sitio do pescador e por todos aqueles que vou lendo por aqui, se não fosse tudo de bom que fui aprendendo com desconhecidos através de relatos escritos nunca me tinha tornado no que sou hoje!

Um abraço

 
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

Offline kalvas

  • Gestor do Pesqueiro
  • Marlin
  • *****
  • Mensagens: 12804
  • Agradecido: 759 vezes
    • Sintra
  • No Pesqueiro desde:
  • 20:48 Segunda, 30 de Dezembro de 2013
Re: Outros tempos... E a actualidade.
« Responder #12 em: 15:49 Sábado, 10 de Novembro de 2018 »
Todos nós que pescamos há muito nos lembramos dessas recordações.
O tempo faz-nos lembrar os melhor da pesca sobretudo aquando da infância.

São outros tempos mas não sei se agora serão melhores.

É bom recordar. :D
Trabalhador por obrigação ; pescador por gosto.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Victor Teixeira

 

* Tópicos Recentes

Catálogo Daiwa 2021 e Shimano 2021 por Afons0 [Hoje às 01:02]

Linha SurfCasting sem chicote por red_master [23:47 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Achigã/Bass na Região de Vila Franca de Xira por gustavo26 [23:16 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Cana Daiwa Spitfire Seabass 962 HXHFS por FilipePC [22:08 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Daiwa Basia Tournament por FilipePC [20:32 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Ups! por AndréCosta [20:21 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Jigs em Spinning por JVieira [14:30 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

anzois vega qual a vossa opinião? por Joaol [11:47 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Pesca ao barbo no outono por Rider [11:36 Segunda, 30 de Novembro de 2020]

Cana surfcasting até 300 euros por AnaCG [10:38 Segunda, 30 de Novembro de 2020]